Início Comics e Livros FAWCETT – Ficção Histórica brasileira, de André Diniz e Flavio Colin

FAWCETT – Ficção Histórica brasileira, de André Diniz e Flavio Colin

Um dos possíveis destinos de um explorador, que sesapareceu buscando o El Dorado

por KzArashi
0 comentário 82 visualisações
A+A-
Resetar

FAWCETT, de André Diniz e Flavio Colin, é uma grande obra de ficção sobre uma de muitas lacunas e mistérios da História.

Mais um regaste histórico, de umas das lendas dos quadrinhos brasileiros, chegando em abril pela editora Comix Zone: FAWCETT, obra nacional escrita pelo quadrinista André Diniz e ilustrada pelo mestre Flavio Colin (1930-2002).
Uma ficção histórica que imagina, o destino do coronel britânico Percy Harrison Fawcett, que desapareceu em território brasileiro, buscando uma lendária cidade de ouro.

Esta é a terceira vez que o material original é publicado por aqui: estreou em 2000, pela Nona Arte, editora do próprio André Diniz, e foi republicado dez anos depois, em 2000, pela Devir.

Além da HQ original publicada em 2000, esta nova edição traz uma história inédita escrita e ilustrada por André Diniz. E o texto de apresentação é assinado pelo tradutor e crítico Érico Assis.
FAWCETT de André Diniz e Flavio Colin

A JORNADA ATÉ AQUI:

Uma Graphic Novel brasileiro, FAWCETT foi lançado pela primeira vez em setembro de 2000, pela editora Nona Arte. Com roteiro de André Diniz e arte por Flavio Colin, a obra conta a história do explorador britânico Percy Fawcett.

André Diniz sempre foi aficionado pelas lendas e teorias criadas para explicar o sumiço de Percy Fawcett. O que o levou a escrever o roteiro da história, com o desejo de explorar essas possibilidades.
O convite a Flavio Colin veio após um contato no qual ele ofereceu um valor baixo (o que era possível para ele, pois a Nona Arte era uma editora independente sem muitos recursos). Após recusar educadamente, Colin voltou a entrar em contato com Diniz posteriormente, aceitando desenhar a história.
A primeira tiragem impressa foi de 2 mil exemplares, que se esgotaram em três anos. Talvez pareça pouco, mas foi um grande um feito para uma edição independente brasileira, especialmente naquela época.

Em 2001, Fawcett ganhou o Prêmio Angelo Agostini de melhor lançamento e o Troféu HQ Mix de melhor graphic novel nacional. André Diniz e Flavio Colin também ganharam o Angelo Agostini, respectivamente, de melhor roteirista e melhor desenhista (Diniz também ganhou o HQ Mix de melhor roterista nacional).

Fawcett foi republicado em 2010 pela editora Devir.

Confira mais obras da editora Comix Zone:
                             

SINOPSE:

“Eu sei que a humanidade não conhece sua verdadeira origem. Há uma lacuna a ser preenchida, e nós estamos bem perto de desvendar esse enigma!”

Neste clássico dos quadrinhos nacionais, André Diniz e Flavio Colin nos levam em uma emocionante jornada para desvendar o enigma do desaparecimento do coronel britânico Percy Harrison Fawcett. Considerado um dos maiores aventureiros de todos os tempos, Fawcett liderou uma expedição na selva brasileira em busca de uma cidade lendária e seus tesouros. Porém, ele nunca retornou e seu destino permanece um mistério até hoje.

É mistura fatos reais e ficção, narrando a última expedição de Fawcett, em Mato Grosso, onde ele buscava a lendária cidade de El Dorado.
Na história de Diniz e Colin, Fawcett é encontrado desmaiado por uma tribo indígena e acaba forçado a se casar com a pajé da tribo. Tentando escapar do casamento forçado, ele também busca descobrir o paradeiro de seu filho (que, na vida real, desapareceu na mesma expedição).

DETALHES DO VOLUME:

  • Capa dura com verniz localizado
  • Acabamento de luxo
  • 72 páginas
  • Preto e branco
  • Papel offset de alta gramatura
  • Dimensões: ‎21 x 28.5 x 1.2 cm

 

Compre FAWCETT na pré-venda na Amazon com 30% de desconto: https://amzn.to/3yWkfph 

SOBRE OS AUTORES:

Flavio ColinFlavio Colin nasceu no Rio de Janeiro, em 1930. Começou a desenhar HQs profissionalmente aos 26 anos, na Rio Gráfica e Editora (RGE), em 1956. Seu primeiro trabalho de destaque foi As Aventuras do Anjo, quadrinização da popular série de rádio criada e interpretada por Álvaro Aguiar.
No início dos anos 1960, começou a colaborar com a editora paulista Outubro, produzindo histórias de terror e a adaptação da pioneira série de televisão O Vigilante Rodoviário.
Ao lado de Julio Shimamoto, Getulio Delphim, Renato Canini, João Mottini e outros, ele se tornou desenhista da Cooperativa Editora de Trabalho de Porto Alegre (Cetpa), na qual adaptou a história do indígena Sepé Tiaraju. A pedido de Mauricio de Sousa, criou a tira de jornal Vizunga. Com o fim prematuro da Cetpa, Colin passou a trabalhar na TV Rio e, logo depois, nas agências de publicidade McCann-Erickson e Denison Propaganda.
No fim da década de 1970, após doze anos na publicidade, voltou a trabalhar com quadrinhos, publicando nas editoras Vecchi, Grafipar e Bloch. No início dos anos 1990, colaborou com as revistas Calafrio e Mestres do Terror, ambas da editora D-Arte.
Entre seus últimos trabalhos estão Hotel do Terror, Estórias Gerais, Mulher-Diaba no Rastro de Lampião, O Boi das Aspas de Ouro, Fantasmagoriana, Fawcett, Mapinguari, O Curupira e Caraíba.
Teve seus trabalhos publicados na Bélgica, na Itália, na Espanha e em Portugal.
Foi três vezes ganhador do prêmio HQMix e duas vezes agraciado com o Angelo Agostini. Faleceu em 2002, no Rio de Janeiro, aos 72 anos de idade.

André DinizAndré Diniz nasceu no Rio de Janeiro, em 1975. É roteirista e ilustrador de histórias em quadrinhos.
Entre 2000 e 2005, publicou diversos trabalhos pela Nona Arte, sua própria editora. A partir de então, passou a publicar suas obras por outras editoras, somando mais de trinta títulos de sua autoria, vários deles premiados, seja como roteirista, seja como ilustrador dos próprios roteiros. Foi editado em diversos países, entre eles França, Inglaterra, Portugal e Polônia.

Entre seus trabalhos mais conhecidos estão Fawcett (2000, com arte de Flavio Colin, ganhador do prêmio Angelo Agostini), 7 Vidas (2009, com arte de Antonio Eder, ganhador do Troféu HQMix), O Quilombo Orum Aiê (2010), Morro da Favela (2011, ganhador do Troféu HQMix), Matei Meu Pai e Foi Estranho (2017), O Idiota (2018), Revolta da Vacina (2021) e T.A.T.T.O.O. – À Flor da Pele (2022).
Atualmente, vive na cidade de Braga, em Portugal.

Compre FAWCETT na pré-venda na Amazon com 30% de desconto: https://amzn.to/3yWkfph

Você pode se interessar por:

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceito Leia Mais