Início collecto-Masters' Adeus ao VTES! – leiloando a coleção de cartas

Adeus ao VTES! – leiloando a coleção de cartas

Vendendo os itêns da minha coleção do Card Game Vampire: The Eternal Struggle

por KzArashi
0 comentário 63 visualisações
A+A-
Resetar

Uma coleção, que é de memórias, aventuras, diversão e amizades

Após 27 anos, infelizmente chegou a hora de dar adeus a minha coleção de cartas, do Card Game Vampire: The Eternal Struggle (VTES).

Estou desempregado desde final de 2019. Tenho pago as contas e sobrevivido, com o dinheiro que ganho das comissões por vendas, através dos meus links de associado da Amazon. Mas, esse dinheiro dá para o mínimo. então me vejo obrigado a me desfazer de muitas coisa de valor inestimável para mim. Mas, que agora tenho de me forçar a definir valores de venda.

Venha dar uma olhada, comigo neste vídeo, nas cartas, decks e memória. E descubra se tem alguma coisa da minha coleção, que você queira adquirir.

Vampire: The Eternal Struggle, ou VTES (para os aficionados), é um dos primeiros jogos de cartas temáticas, colecionáveis. Irmão gêmeo do notório Magic: The Gathering, tendo sido desenvolvido pelo mesmo criador, Richard Garfield. Então você já pode ao menos ter a noção de que, este jogo tem ”pedigree”.

Vampire: The Eternal Struggle
O CARD GAME DE VAMPIRO: A MÁSCARA

VTES foi inicialmente lançado pela “Wizards of the Coast” em 1994. Ambientado no fictício Mundo das Trevas, o mesmo do aclamado RPG Vampiro: A Máscara, foi um inevitável sucesso.

Posteriormente a produção do VTES foi assumida pela White Wolf. Atualmente se encontra sobe os cuidados da Black chantry, que licencia os direitos da atual dona das Propriedades Intelectuais ligadas ao Mundo das Trevas, a Paradox interactive.

 

DIZER ADEUS A MINHA COLEÇÃO NÃO FOI UMA DECISÃO FÁCIL

— Card Games e RPG sempre foram diversão para mim. E também uma forma de conhecer novas pessoas e faze amizades. E de algumas vezes, até conhecer novos lugares, outras cidades outros estados.

Não me preocupava tanto com a parte competitiva (colocação de ranking, pontuação). Eu queria mais me divertir. As pontuações e vitórias em torneio, eram consequência da diversão.
Da mesma forma, eu nem me ligava no monetário, financeiro da coisa. Comprava muita coisa pelo colecionismo, ou por ser legal. ou até muitas vezes só para apoiar o hobby, incentivar as lojas a liberarem espaço para jogo.

Nunca tinha pensado no que podia ganhar em revenda.

Só agora, por já estar desempregado há 5 anos e precisando de dinheiro, que estou tendo que ver essa parte de valor monetário da “coleção”.

O que é complicado. pois quando olho para tudo, só vejo lembranças, aventuras, amigos, diversão. É difícil colocar valor.

Você pode se interessar por:

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceito Leia Mais